Lloro

Lloro chega para ficar na MPB

Cantor e compositor confirma talento em CD de estréia

1375923_10200872426561961_116957718_n

A música surge de diversas maneiras na vida das pessoas. Para este filho de um vendedor com uma dona de casa carioca, o cantor e compositor Lloro, a música surgiu como companheira eterna – cedo, e por influência de um primo. Lloro nasceu na Praça seca,Jacarepaguá ,num dia de muita alegria, gritos e um céu iluminado por fogos de artifício. Foi criado numa casa comandada por mulheres fortes e independentes.

 

 

Na adolescência começou a formar as famosas bandas de garagem, influenciado pela pegada anos 80: Paralamas, Barão Vermelho, Titãs e também pelos grandes da nossa MPB – Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gonzaguinha e Djavan. Nos anos 90 fez parte da galera do Baixo Méier, um movimento que abrigou músicos e compositores do quilate de Seu Jorge e Gabriel Moura, antes mesmo do surgimento da pioneira banda Farofa Carioca.

 

Lloro tocou em inúmeros bares do Rio de Janeiro e acompanhou alguns artistas, entre eles João Pinheiro, Kiko Furtado e a atriz e cantora Dill Costa. Já gravou jingles, trabalhou na área de marketing, em rádio e foi garçom durante um tempo para ajudar a pagar a faculdade de comunicação. Até que, em 2001, o músico e publicitário Alexandre Lloro foi contratado pela Editora Peermusic, iniciando efetivamente sua carreira como autor. Sendo ouvido e gravado por nomes como Sáloa Farah, Cláudio Nucci e Sérgio Reis. Em 2005 teve

 

canções de sua autoria  inseridas nas trilhas sonoras de novelas da Record, como “Essas Mulheres”, “Prova de Amor”, “Bicho do Mato” e “Caminhos do Coração”.

Atualmente é autor exclusivo da editora Warner Chappell e finalizou seu primeiro CD autoral, “O Que Me Faz Raro”, produzido pelo cantor e compositor do grupo MPB-4, Dalmo Medeiros. Apresenta obras que renovam a MPB contemporânea. Daniel Gonzaga ,filho de Gonzaguinha,participa da faixa “Invasão”, enquanto a cantora italiana Mônica Pujia empresta seu brilho para a canção “Me deixei partir¨ e Sáloa Farah canta em “Jejuei”. O álbum já tem seu lançamento previsto para junho de  2015

Lloro tem como parceiros eventuais tais como: Carlos colla, Rubens de paula, Mombaça, Macau, Lysias ênio, Mauro santa cecília, Seu jorge , Elaine guedes, Beto filho e outros.

Se você juntar conhecimento musical,afinação perfeita,timbre raro e deslumbrante mais sensibilidade apurada você estará falando de Alexandre lloro ” Carlos Colla.

LLoro apresenta atualmente o Show Invasão acústica. que mostra um pouco de sua voz e canções inéditas do CD de estréia ¨O que me faz raro¨,lançado pela Warner music digital e warner chappell,em 2013. O Show tem em sua estrutura canções de sua autoria e de artistas consagrados como? Ivan lins,Caetano velozo,Cássia eller etc..